#8 – Do humor

Islamismo é uma religião ridícula. Cristianismo (e suas muitas vertentes) é uma religião ridícula. Budismo, hinduísmo (um deus elefante, sério?!), macumba. Do judaísmo nem tiro sarro porque os melhores humoristas são mesmo judeus. E nada mais ridículo do que o ateísmo também.

Sim, eu tiro sarro de religiões. Das ideologias. De autores consagrados. Da ciência. De câncer.

Se for possível rir de um grão de areia, acredite, eu rirei.

E, sobretudo, tiro sarro de mim mesmo. Da minha existência breve, medíocre e ridiculamente atormentada. Meus probleminhas de merda.

Tenho poucas certezas na vida. Uma delas é a de que meu último espasmo nesta vida será um sorriso. Não sei se desdenhoso, irônico ou genuinamente divertido. Só sei que morrerei assim: rindo.

E, no meu funeral, espero que todos soltem uma bela gargalhada e digam, felizes, entre um gole e outro de espumante: finalmente morreu esse idiota.

:-)